Gente fina

03/03/2010 by

Vou postar um texto que recebi por e-mail.

Não conheço o autor, mas está assinado por Martha Medeiros.

Achei legal compartilhar com vocês!

Cada um faz o que bem entender com o próprio corpo. Comer com liberdade é um direito e ninguém tem que se sacrificar para atender a um padrão estético, mas que ser magro é melhor do que ser gordo, é.

Pra saúde é melhor, pra se vestir é melhor, pra se locomover é melhor, pra dançar é melhor. Não quer dizer que um gordo não seja feliz. Geralmente, são felizes à beça, mais do que muito varapau.

Mas se fosse possível escolher entre ser magro e ser gordo sem nenhum efeito colateral de felicidade ou infelicidade, sem nenhum esforço, só no abracadabra, todo mundo iria querer ser magro, assim como todo mundo preferiria se cristalizar entre os 30 e os 50 anos. Eu acho. A não ser que eu esteja louca, o que é uma hipótese a considerar.

Porém, melhor que tudo é ser gente fina. Finíssima. Isso nada tem a ver com a tendência atual de ser seca, de parecer um esqueleto ambulante. Gente fina é outra coisa.

Gente fina é aquela que é tão especial que a gente nem percebe se é gorda, magra, velha, moça, loira, morena, alta ou baixa. Ela é gente fina, ou seja, está acima de qualquer classificação. Todos a querem por perto. Tem um astral leve, mas sabe aprofundar as questões quando necessário. É simpática, mas não bobalhona. É uma pessoa direita, mas não escravizada pelos certos e errados: sabe transgredir sem agredir.

Gente fina é aquela que é generosa, mas não banana. Te ajuda, mas permite que você cresça sozinho. Gente fina diz mais sim do que não, e faz isso naturalmente, não é para agradar. Gente fina se sente confortável em qualquer ambiente: num boteco de beira de estrada e num castelo no interior da Escócia.

Gente fina não julga ninguém ? tem opinião, apenas. Um novo começo de era, com gente fina, elegante e sincera. O que mais se pode querer? Gente fina não esnoba, não humilha, não trapaceia, não compete e, como o próprio nome diz, não engrossa. Não veio ao mundo pra colocar areia no projeto dos outros. Ela não pesa, mesmo sendo gorda, e não é leviana, mesmo sendo magra. Gente fina é que tinha que virar tendência. Porque, colocando na balança, é quem faz a diferença.”

Martha Medeiros

Anúncios

Boa sobremesa

18/01/2010 by

Dessa vez o post é mais curto, mas muito útil para os amantes de sorvete como eu!!

Nesse fim de semana fui com a Andréa (a outra Alves) na sorveteria Ioguland em Moema (São Paulo) e recomendo a visita!!

A sorveteria vende os famosos frozen iogurt que podem ser encontados em outros restaurantes de São Paulo. Neste caso, a novidade é o sabor LICHIA e os vários “tops” (coberturas).

Vale mesmo a pena provar, principalmente nesses dias de extremo calor que tem feito em São Paulo!

A Ioguland de Moema fica na esquina da Arapanés com a Rouxinol.

Comandos manuais ativados.

04/01/2010 by

Mais um ano começa e por mais que a gente saiba que a vida é a mesma, é quase impossível não fazer um balanço do ano que passou e planejar o que está começando.

Foi fazendo esse balanço que percebi que 2009 foi um ano onde aprendi muitas coisas importantes, fiz novas amizades e cresci bastante como pessoa, mas destaco um aprendizado em especial. O de nunca se acomodar.

Comentei acima, que cresci como pessoa e foi justamente por conta disso que consegui entender a importância de não se acomodar nunca.

Meu crescimento me fez aprender a observar mais aos que me rodeiam e entender, nem que seja um pouco, como essas pessoas alcançam seus objetivos (ou deixam de alcançá-los).

Claro que não vou citar cada exemplo que me fez entender e aprender essa lição, pois teria que descrever momentos de vida de outras pessoas e isso não seria nada “ético”, mas vou tentar descrever melhor o que quero dizer com tudo isso.

Muitos automaticamente pensam no lado profissional quando se fala em acomodação, objetivos, metas, etc., mas a idéia que quero passar vai muito além disso. Falo do dia a dia, do tratar com as pessoas, do lidar consigo mesmo.

O ser humano de modo geral (me incluo nessa) tem a forte tendência de se encostar na zona de conforto. Prefere ligar o piloto automático do que manter a atenção na direção, e é justamente aí que acaba deixando passar muitas oportunidades ou até mesmo perde as que já estão em suas mãos. Por isso preste muita atenção no modo que você conduz a sua vida e evite o piloto automático.

Busque o equilíbrio sempre. Sua vida não é só feita de trabalho ou de diversão. Só de família ou amigos.

Procure ousar. Preste atenção nas pessoas e em suas necessidades e às surpreenda. Faça uma visita surpresa. Faça qualquer coisa, mas surpreenda.

Busque o erro!! Isso mesmo! BUSQUE O ERRO! Que eu, você, todos vamos errar estamos certos, então vá atrás do erro. Dessa forma você estará preparado para corrigí-lo de forma mais rápida e inteligente.

Corra atrás do crescimento. Procure crescer como pessoa, como profissional, como amigo, como namorado, como marido, como esposa, como mãe, como filho…

Não sou um guru de auto ajuda, mas foi tem sido dessa maneira que tenho procurado manter o curso da minha vida, sempre em minhas mãos. Ninguém melhor para controlar o rumo da sua vida do que você mesmo!

Para finalizar, deixo a definição de automático:

au.to.má.ti.co

adj. 1. Que se move ou funciona por si mesmo. 2. Que se realiza por meios mecânicos. 3. Que se realiza sem o concurso da vontade; inconsciente. 4. Tecn. Diz-se do aparelho que funciona por si, dispensando operadores.

Pense nisso. Você quer mesmo continuar no piloto automático em 2010?

Customized Band Aid

10/12/2009 by

Para quem é hard user de band aid como eu, eis o presentinho de Natal ideal! =P

Vi aqui.

Julie & Julia

03/12/2009 by

 Ontem assisti ao comentadíssimo Julie & Julia, que eu resumo em uma palavra: excelente!!

 Não tenho a pretensão de fazer uma resenha, só quero recomendá-lo com uma certa dose de justificativas:

 – Não se trata de um filme sobre comida com duas mulheres prendadas, muito menos de uma historinha água com açúcar  sem graça.

 – O filme é baseado em duas histórias reais, que são relacionadas mas não entrelaçadas. Só por isso já dá vontade de conferir.

 – É um filme (e duas histórias) sobre amor pela culinária, admiração, busca por um sentido para vida, pelo seu lugar no  mundo…

Não dá para dizer mais nada, só posso recomendar muuuuuuuuuuuuuuuito e dizer que achei de uma sensibilidade incrível!

Espero que assistam e adorem, como eu! =)

Comentários do Estadão e abaixo a resenha que eu tirei daqui.

“Baseado em duas histórias reais, Julie & Julia intercala a vida de duas mulheres que, apesar de separadas pelo tempo e pelo espaço estão ambas perdidas… até descobrirem que com a combinação certa de paixão, coragem e manteiga, tudo é possível.”

Me encontrei!

27/11/2009 by

Você já experimentou a sensação de saber exatamente o que está fazendo?

Não é aquela coisa de conhecer o trabalho ou a tarefa e executá-la com precisão. É mais que isso, é um saber que está no lugar certo, no momento certo, fazendo a coisa certa e o mais importante de tudo: para você!

Tenho vivido isso nos últimos meses e posso garantir que é ótimo!

Pensando sobre como cheguei a esse estágio, conclui que é o resultado de um processo muito profundo de auto conhecimento.

Em resumo, para saber o que te faz feliz, o que te completa, é preciso experimentar, arriscar, entregar-se ao novo e isso muitas vezes é difícil, porque acaba acontecendo que para encontrar o melhor, a gente precisa conhecer o pior.

O que posso concluir nesse momento é que tudo, absolutamente tudo, até agora valeu a pena e que vou seguir assim, experimentando o novo e pagando algum preço para me manter com essa deliciosa sensação de saber o que estou fazendo.

 

Imagem daqui

Tem solução?

09/11/2009 by

20021120-gentileza

Sejam bem vindos ao nosso BLOG. Saibam que é um prazer recebê-los aqui.

Ontem assisti no Fantástico uma matéria sobre GENTILEZA, e já estou me condicionando a ter esse hábito.

Para quem não viu, falava sobre a pesquisa de uma Universidade americana comprovando que ser educado e gentil faz com que o ser humano se sinta melhor e com uma sensação de paz.

Segundo o site do Fantástico, outra pesquisa realizada  pela Universidade de Brasilia em 35 grandes cidades do mundo foi constatado que São Paulo está em 4.o lugar no ranking de cordialidade.

Vendo esses números e fatos me pergunto: Se ser gentil faz com que as pessoas se sintam melhores e São Paulo ocupa o 4.o lugar no ranking da Universidade de Brasilia, onde estão os paulistanos gentis?

Semana passada postei aqui sobre o problema nos trens.

Vejo diariamente a falta de educação, cordialidade e gentileza entre pessoas que trabalham na mesma empresa. Eu mesmo já cansei de tentar dar bom dia para “colegas” de trabalho e receber como resposta o silêncio.

Vemos muitas vezes a falta de educação dos vizinhos que não respeitam as regras nos condomínios, entre outros exemplos que poderia citar aqui.

Não vou me extender nesse post, mas queria saber dos amigos que acompanham esse blog, o que acham desse tema e da pesquisa feita pela Universidade de Brasilia. 

Tenho uma leve impressão que há alguma coisa errada. Com as pequisas ou com as pessoas que conheço, convivo ou divido espaços públicos.

Até mais e voltem sempre! ;-)

O trem só anda atrasado

02/11/2009 by

Aqueles que acharam que eu tinha desistido de postar aqui  se enganaram. Eu voltei!! :-D

Antes de mais nada peço desculpas aos seguidores pela minha ausência. Meus horários mudaram um pouco e tive dificuldades em me adaptar.

Trem

Nesse período sumido, outras coisas além dos meus horários também mudaram. Uma delas é que agora definitivamente sou usuário da CPTM e do Metrô, e é sobre algo que ouvi dentro de um trem da CPTM que resolvi escrever aqui hoje.

Meu itinerário é bem trash. Embarco na estação Santo Amaro, faço baldeação em Presidente Altino e na Barra Funda pego o Metrô para casa.

Semana passada ao entrar no trem em Presidente Altino, percebi que as portas do trem demoraram para fechar e então ouvi o aviso do “maquinista”: “Não segurem as portas. Isso atrasa todos os trens”.

Do meu lado, havia um senhor com semblante cansado mas ao mesmo tempo tranquilo que logo respondeu: “O trem só anda atrasado”.

Andamos mais uma estação e novamente o aviso: “”Não segurem as portas. Isso atrasa todos os trens”. Tão automático quanto o aviso, veio novamente a resposta do senhor: “O trem só anda atrasado”.

Isso se repetiu até que eu chegasse na Barra Funda.

A principio fiquei pensando naquilo e rindo, porque acabou se tornando uma situação engraçada, mas depois de um tempo vi que aquilo talvez se encaixasse em outras situações da nossa vida.

Imaginei a situação daquele mesmo homem que já não era um menino e possivelmente voltava de um dia inteiro de trabalho duro.

Quantas vezes ele havia pedido para não segurarem as portas do seu trem e ignorado passou a acreditar que o trem realmente só anda atrasado?

Quantas vezes você, meu caro leitor teve que aceitar ou se conformar que o trem está sempre atrasado?

Voltando para a situação real, fiquei observado o comportamento das pessoas nos dias seguintes ao que acabei de relatar para tentar descobrir porque os usuários insistem em segurar as portas do trem.

Confesso que não cheguei a nenhuma conclusão mirabolante, mas uma coisa eu pude perceber. As pessoas seguram as portas para não ter que esperar o próximo trem e se esquecem que milhares de outras pessoas estão lá dentro da composição também loucas para chegar em casa, abraçar a esposa, o marido e os filhos.

Trazendo isso para situações da nossa vida, quantas vezes nos deparamos com algo similar?

Você faz sua parte, cumpre sua obrigação e por conta das atitudes de outros acaba sendo penalizado.

Quantas horas extras você já fez porque outra pessoa deixou de fazer sua obrigação?

Quantas broncas você levou dos seus pais porque seu irmão aprontou alguma e não assumiu a culpa?

Quantas vezes você brigou com sua namorada porque alguem criou uma situação para que isso acontecesse?

Enfim, segurar as portas do trem pode ser legal e até engraçado para você que não quer esperar mais 10 minutos pela próxima composição, mas atrapalha milhares ou até milhões de pessoas que nada tem a ver com o seu atraso ou as suas necessidades.

Para finalizar, lembro do que ouvi em uma palestra do astronauta Marcos Pontes.

Quando perguntado sobre a sensação de ver a Terra do espaço ele disse que de lá percebeu como nós seres humanos somos pequenos quando comparados com o universo. Uma simples pessoa em meio a uma imensidão de estrelas, planetas e muitas outras coisas que ainda estão muito longe do nosso conhecimento, e mesmo assim insistimos em segurar a porta do trem.

 

 

* Post Especial Para a Turma da Professora Carol! *

18/10/2009 by

dicas

A internet é uma ferramenta incrível, um meio de comunicação rápido, uma fonte de pesquisa muito rica e fácil de usar, isso sem falar no quanto pode ser divertida!

Só que como tudo nessa vida é preciso de limites, é preciso saber usar do jeito certo.

Algumas dicas bem simples podem facilitar as coisas, nos deixando mais seguros (isso vale para todo mundo!), evitando problemas (e broncas!) e ajudando a aproveitar ao máximo o que a internet tem de bom. Vamos lá:

 – Se você precisa fazer uma pesquisa para a escola, a internet pode te ajudar, mas nem tudo o que as pessoas escrevem é certo ou verdadeiro. Prefira os livros ou peça ajuda dos seus pais ou professores para escolher os melhores sites para pesquisar.

– Encontrou na internet o que precisava para o seu trabalho da escola? Que legal! Só não esqueça de colocar no trabalho o nome e endereço do site que você usou para o trabalho. Isso chama-se “citar a fonte”.

 – Cuidado ao baixar músicas e todo tipo de arquivo. Eles podem ter vírus que fazem o maior estrago! Alguns desses vírus podem apagar TUDO o que está no computador!

 – Só acesse sites, blogs e salas de bate papo que seus pais e professores permitirem. Sempre que puder, peça a ajuda deles. Eles podem te mostrar sites bem legais que você ainda não conhece.

 – Não adicione no seu MSN ou responda e-mail de pessoas que você não conhece e NUNCA dê seu endereço, telefone, mostre fotos ou dê qualquer informação pessoal.

 – Fofocar e falar mal das pessoas é errado e feio em qualquer lugar. Na internet não é diferente!

 – Jogos são super divertidos! Mas não dá para passar o dia todo na frente do computador, né? Tem que estudar, fazer a lição de casa, brincar com o cachorro, brincar com os amigos, jogar bola…

 – Lembre-se sempre: Seus pais e professores são as pessoas certas para te ajudar em dúvidas de qualquer tipo. Não tenha medo ou vergonha de perguntar ou contar qualquer coisa que você achar importante.

 Comente, diga o que achou desse post! Sugira algum tema para outro post (se eu puder, atenderei seu pedido)!

Visitas importantes!

15/10/2009 by

Esse post é para avisa-los que em breve receberemos visitas muito importantes!

Tenho uma amiga querida que indicou “Os Alves” para sua amiga pedagoga que trabalha com crianças de 10 anos em uma escola pública de Marília, interior de SP.

Essa amiga pedagoga está com um projeto muito legal para iniciar sua turma no uso da internet. A idéia dela é que as crianças acessem sites e blogs para que se familiarizem com o ambiente virtual e aprendam como buscar informação do jeito certo.

Como eu adoro esse mundo virtual e acredito que todo mundo precisa aprender a fazer parte dele, topei ajudar no que pudesse. Por isso, vez ou outra vocês verão algum post especial voltado para essa turma que eu estou esperando por aqui com muita alegria!

Até mais!